05/04/2021

Secretaria da Cultura e Turismo realizará oficinas on-line neste mês

Parceria com Governo do Estado de São Paulo, Instituto Poiesis e Oficinas Culturais oferecerá oficinas de edição de vídeos, música, cenografia e mídia

A partir da segunda quinzena deste mês de abril, Votuporanga sediará o programa "Oficinas Culturais – Formação para o Interior", realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura e Economia Criativa, Instituto Poiesis e Oficinas Culturais em parceria com a Secretaria da Cultura e Turismo de Votuporanga.

As oficinas abordarão assuntos como edição de vídeos, música, cenografia e mídia. Serão disponibilizadas 190 vagas gratuitas e as inscrições podem ser feitas virtualmente até esta terça-feira (6/4). Cada oficina tem um link específico para inscrição e as aulas serão ao vivo pela plataforma Zoom.

Introdução à edição de vídeo digital
Com 30 vagas disponíveis, a oficina “Introdução à edição de vídeo digital” será realizada nos dias 20, 22, 27 e 29, das 10h às 12h, e irá trabalhar por meio de explicações seguidas de exercícios rápidos, o processo fundamental dessa ferramenta na produção audiovisual. Durante a realização, os participantes aprendem diferentes técnicas e conceitos de edição e montagem, visando fornecer elementos para o aprimoramento de seus vídeos.
Podem participar estudantes, jovens produtores, cineastas iniciantes, entusiastas do cinema (documentário e ficção), pessoas que queiram trabalhar como Youtubers, vlogers e ainda profissionais que passaram a exercer seus trabalhos através de vídeo durante a pandemia. Não é necessário ter experiência prévia, nem equipamento profissional, podem ser usados computadores, celulares ou tablets.
O responsável pelo curso é Lucas Gervilla, que atua como oficineiro desde 2018 e é doutorando e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP e graduado em Comunicação e Multimeios pela PUC-SP. Trabalhando com audiovisual desde 2005, já participou de mais de 160 produções, foi comissionado pelo Canal Futura para produzir um curta metragem, recebeu a bolsa "Mobility Fund", oferecida pelo Prince Claus Fund, além de ter trabalhado junto com os cineastas Kiko Goifman e Lucas Bambozzi.
Link para inscrição: https://forms.gle/MErMPYaQT6CurnhZ6

Fundamentos em Negócios de Música – Direito Autoral e Monetização
A oficina “Fundamentos em Negócios de Música – Direito Autoral e Monetização” conta com 80 vagas e será realizada nos dias 20, 22, 27 e 29, das 14h às 16h. O objetivo é ampliar o conhecimento dos participantes sobre as atividades, funções e exigências do mercado musical e, sobretudo, demarcar a presença da música pelos mais diversos campos e atividades econômicas.
Podem participar músicos, gestores públicos, agentes e produtores culturais, pesquisadores, representantes de coletivos, movimentos e instituições culturais, produtores musicais, técnicos e operadores da área de entretenimento e demais interessados pelo tema. A faixa etária indicada é de 18 anos.
A oficina será ministrada pelo músico Ricardo Cantaluppi, que atua há 40 anos como produtor musical, coordenador de A&R (Artista e Repertório), diretor e roteirista de shows musicais, diretor de produção de filmes musicais, projetista e diretor de artes na criação de embalagens de produtos fonográficos e audiovisuais musicais. Esteve presente também em gravadoras como Polygram (atual Universal), Abril Music, Deckdisc e Kuarup Música. Desde 2017 vem aplicando seus conhecimentos transdisciplinares na coordenação de oficinas, workshops e cursos na área da Economia da Música.
Link para inscrição: https://forms.gle/dc89qkLQSzmQFjqWA

Personas Anônimas – Máscaras em Upcycling
O curso “Personas Anônimas – Máscaras em Upcycling” possui 20 vagas disponíveis, será realizado nos dias 20, 22, 27 e 29, das 14h às 16h, direcionado a pessoas com idade a partir de 16 anos e que têm interesse em processos artísticos.
Nessa oficina, os participantes poderão criar novas personas e/ou seres que os representem como identidade através de máscaras, utilizando das técnicas de Upcycling, que é o processo de criar algo novo e melhor a partir de itens antigos. Em contraste com a reutilização ou a reciclagem, essa técnica usa materiais existentes para melhorar os originais.
A oficina será ministrada por Daniel Norma, que é artista visual da Zona Leste de São Paulo, integrante do Coletivo Mirante e trabalha com foco em educação inclusiva.
Link para inscrição: https://forms.gle/CCFwdS1oAKTg63nd9

Amor romântico e violências de gênero: análise das mídias de massa
A oficina “Amor romântico e violências de gênero: análise das mídias de massa” ocorrerá nos dias 20, 22, 27 e 29 no período das 18h às 20h e tem 40 vagas abertas.
Destinada a artistas, produtores de conteúdo, educadores e demais interessados, a oficina pretende fazer com que os participantes pensem criticamente sobre o conceito de "amor romântico", comumente difundido nas mídias de massa. Trata-se de ponderar como os indivíduos naturalizam este "ideal de felicidade" que, analisado na atualidade, torna-se um dos pressupostos para as violências de gênero, sobretudo nas relações afetivo-sexuais.
Ministrada por Amanda Rosa, professora de filosofia do ensino médio, no Estado de Minas Gerais, pós-graduanda em História e Cultura Afro-brasileira e Africana e com formações pertinentes à educação para as relações étnico-raciais e de gênero. Além de trabalhar com pesquisas temáticas das relações de gênero, feminismo negro e as representações da mulher negra na sociedade.
Link para inscrição: https://forms.gle/ky47pTLAMkfSjP2L7


Entre e Saias – Pequenos recortes de uma brincadeira dançada para quartos, salas e cozinhas
Com 20 vagas disponíveis, a oficina “Entre e Saias – Pequenos recortes de uma brincadeira dançada para quartos, salas e cozinhas” será realizada nos dias 26, 28 e 30, das 10h às 12h, sendo o único curso que tem o encerramento das inscrições no dia 14 de abril. Destinada a pessoas com idade a partir de 16 anos, a atividade propõe a construção de uma dança através do objeto saia e da sensação de girar em formato pensado para os espaços da casa. Se contaminando das danças brasileiras como ponto de partida desses experimentos dançantes com saias, os participantes poderão experimentar algumas danças coletivas do universo da cultura popular brasileira, de forma individualizada, aguçando suas próprias danças internas, que se conectam com as saias e com os ambientes da casa. A experiência propõe a reflexão: quem comanda o movimento? A saia objeto? O corpo expressivo? A alma sensível?
Responsável pela oficina, Fernanda Iannuzzi, é arte-educadora, bailarina-brincante, coreógrafa e pesquisadora em dança. Iniciou seus estudos em dança através do ballet clássico, passando pela dança contemporânea e técnicas de contato-improviso, atualmente tem como foco de estudos e pesquisas experimentar o corpo brincante, presente em cada um de nós. É licenciada em Educação Física com especialização em Dança. Dançou em importantes, realizando espetáculos nacionais e internacionais em festivais, mostras, bienais e demais eventos do cenário da dança. Realizou projetos dentro e fora do país.
Link para inscrição: https://forms.gle/qa5JDTLKBdrqsWXb8

Voltar