10/05/2022

Dengue: região Norte apresenta alto índice de larvas do mosquito e Secretaria da Saúde intensifica ações

Com o dobro no número de agentes, estratégia da Vigilância Ambiental é fazer uma ampla varredura em todos os imóveis em horário diversificados

A região Norte da cidade chamou a atenção da Secretaria da Saúde de Votuporanga após o resultado da última ADL (Avaliação de Densidade Larvária) realizada entre os dias 5 e 22 de abril. A média da cidade ficou em 3.9, considerado índice de alerta ou risco, no entanto, naquela região, o número foi ainda maior: 5.22.

Além disso, aquela área da cidade também é a que mais vem registrando casos de Dengue neste ano. Desta forma, mais uma ação terá início nos bairros da zona Norte nesta semana visando a eliminação dos criadouros.

Com o dobro no número de agentes, a estratégia da Vigilância Ambiental é fazer uma ampla varredura em todos os imóveis em horário diversificados. “Essa Avaliação de Densidade Larvária coleta amostras de dentro dos imóveis e o alto índice da zona norte veio nos comprovar que realmente a crescente nos casos que estamos registrando naquela região se deve ao alto índice de criadouros e focos existentes dentro dos imóveis”, explicou Samara Del Pino Fernandes, chefe da Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria da Saúde.

Ações educativas nas escolas
Além da visita que os agentes farão em todos os imóveis, outra equipe da Vigilância Ambiental segue com um cronograma de atividades educacionais voltadas aos alunos das escolas municipais da região norte. Nesta semana, os agentes de Informação, Educação e Comunicação da Vigilância percorrerão o Cemei “Profª Maria Lygia Bertoncini Leite” e os CEM’s “Prof. Benedito Israel Duarte”, "Profª Maria Martins e Lourenço" e "Prof. Valdir Gonçalves de Lima".

Índices de outras regiões
A Avaliação de Densidade Larvária da região central ficou em 3.33; na área próxima dos bairros São Cosme e Jardim Marin em 2.49; no entorno da Vila América e bairro São João, o índice ficou em 3.96; e, por fim, da região dos bairros Paineiras, Palmeiras, Carobeiras e Cecap II, ficou em 3.57.

Ações preventivas desde o ano passado
A Secretaria da Saúde vem trabalhando com ações preventivas, envolvendo a comunidade, desde o ano passado. Sabendo que a Dengue é uma doença sazonal e cíclica, foram promovidos diversos mutirões aos sábados durante todo o ano; Arrastões de Limpeza contra a Dengue em toda a cidade; no período noturno, também foram feitas nebulização veicular em diversos bairros, em parceria com a Sucen.

As ações seguem neste ano. A Secretaria da Saúde iniciou um amplo trabalho envolvendo diversas secretarias municipais para eliminar focos e criadouros que servem para proliferação das larvas do inseto por bairros da região. Uma das ações realizadas foi o Cidade Limpa, que percorreu todos os bairros e encerrou na última sexta-feira (6/5).

Além disso, a Secretaria da Saúde também passou a utilizar drone para reforçar o trabalho de combate à Dengue desde o dia 6 de abril. O equipamento está sendo utilizado nos locais com maior índice de casos suspeitos e positivos, bairros dormitórios onde os agentes de saúde não conseguem visitar e em regiões onde estão concentradas casas para realização de festas, que normalmente possuem piscinas.

Até a última semana, cerca de 340 quadras foram vistoriadas, 27 notificações entregues aos moradores, sendo a maioria delas geradas em virtude de caixas d'água destampadas, piscinas ou quintais sujos.

Atualmente, o município já tem 7.837 casos positivos de Dengue registrados neste ano e outros 357 aguardam resultado. A cidade também registrou cinco óbitos, sendo três homens, dois de 75 e um de 59 anos, com comorbidades; um menino de 3 anos, também com comorbidade; e uma mulher de 32 anos, sem comorbidades. A Secretaria da Saúde aguarda também o resultado de outros dois óbitos suspeitos por Dengue: uma mulher, de 51 anos, com comorbidades, que faleceu em 8/5; e um homem, de 57 anos, com comorbidades, que faleceu em 6/4.


Ações de Combate à Dengue

Voltar