Digite mais de 2 letras para pesquisar.
Turista
Tamanho do Texto
A-
A+

Histórico do Município

Digite uma chamada para a página...

Votuporanga foi fundada no dia 08 de agosto de 1937. A história do município está ligada ao ciclo econômico do café. A cidade nasceu de um empreendimento da Theodor Wille & CIA LTDA, representada por Carlos Helving e Guilherme Von Trumbach.

Nos anos 30, a empresa de origem alemã, com sede em Santos e proprietária de terras no chamado “Sertão de São José do Rio Preto” ou “Sertão Tanabiense”, colocou à venda 12 mil alqueires de uma gleba denominada Marinheiro de Cima. A área do Marinheiro de Cima pertencia ao Senhor Francisco Shimidt, um grande fazendeiro, na época conhecido como “Rei do Café”. Em 1936 o café não atingiu o preço suficiente para que o Sr. Schimidt quitasse um empréstimo feito para custear a lavoura e, por causa das dívidas, foi obrigado a entregar as terras à empresa Theodor Wille. O Sr. Germano Robato, um dos primeiros compradores de lotes, solicitou a Sebastião Almeida Oliveira, membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, que fosse escolhido um nome para a cidade que estava por nascer. Sebastião sugeriu o nome “Votuporanga”, que na língua Tupi-Guarani significa “Bons Ventos”, “Bons Ares” ou “Brisas Suaves”. O nome proposto refletia a topografia do local e foi aceito sem ressalvas.


Povoamento

A grande festa contou com a presença de centenas de pessoas de todas as classes sociais vindas de localidades vizinhas.

Durante a solenidade, foi levantado o cruzeiro, marco simbólico. Padre Isidoro Cordeiro Paranhos, representante do bispado de São José do Rio Preto celebrou a missa campal num altar improvisado. A festa foi um grandioso churrasco popular, animada por renomados violeiros da região. Os primeiros moradores foram os Senhores: Sebastião Braga, Antonio Marin, José Abdo, João Batista Budim, Germano Robach, Guinter Schamall, Brás Vita, Irmãos Marão, João Batista González, Manoel Ramalho Matta, Germano Pernica, Francisco de Souza, Wolfram Wehinger, Cristian Waidermann e muitos outros.


O Desenvolvimento

O progresso de Votuporanga deve-se especialmente à agricultura. Desde que foi fundado, o município se tornou grande produtor de café, algodão, milho, feijão, arroz, banana, maçã e mandioca. Na pecuária destacou-se, principalmente, a criação de bovinos e suínos.

Em 1945, a cidade toma um novo impulso com a implantação da antiga Estrada de Ferro Araraquarense, que possibilitou o escoamento mais rápido da produção agrícola e promoveu o crescimento da cidade. A decadência da economia cafeeira e o aumento da urbanização estimularam o mercado de trabalho na indústria e na construção civil. A economia baseia-se num grande e produtivo polo moveleiro, considerado um dos maiores do Brasil. O comércio e a agricultura também são destaques na região.


A Ferrovia

A Estrada de Ferro Araraquarense (E.F. A) – FEPASA – foi inaugurada em 05 de fevereiro de 1945, no governo de Getúlio Vargas. O governador do Estado era Sebastião Nogueira de Lima. A instalação dos trilhos ficou parada em Cosmorama por dois anos até chegar a Votuporanga. O primeiro chefe da Estação de Trem da cidade foi Narciso Martins. Somente quatro anos depois a estrada férrea chegou a Valentim Gentil. Em cinco de março de 1958 foi implantada a linha de “bitola larga”, tornando a viagem para São Paulo mais rápida. Em janeiro de 1997 a linha de passageiros foi desativada.


Município e Comarca

Antes de ser município, Votuporanga pertencia ao Distrito de Vila Monteiro, hoje Álvares Florence. Nessa época a cidade era vinculada à Tanabi e pertencia à comarca de Monte Aprazível. Em 30 de novembro de 1944 a cidade tornou-se independente e sede de Comarca pelo Decreto-Lei Estadual nº 14.334. O município foi criado em 1º de janeiro de 1945, e a comarca em 13 de junho do mesmo ano, tendo como Distritos: Votuporanga, Igapira (antigo nome de Álvares Florence) e Cardoso. Igapira e Cardoso emanciparam-se em 24 de dezembro de 1948. Nesta data foram criados também os Distritos de Simonsen e Parisi, este último emancipado em primeiro de janeiro de 1993 pela Lei Estadual nº 7.664 de 30/01/1991. O Primeiro Juiz de Direito de Votuporanga, foi o Dr. Nelson Ferreira Leite, e o primeiro Promotor foi o Dr. Durval Cintra Carneiro.

Localizada na região noroeste do Estado de São Paulo, na 8ª Região Administrativa de São José do Rio Preto, a cidade fica a 520 km da capital do Estado. Banhada pelo rio São José dos Dourados, possui como limites territoriais: ao Norte os municípios de Parisi e Álvares Florence ao Sul com o município de Sebastianópolis do Sul, Nhandeara, Floreal e Magda ao Leste o município de Cosmorama e a Oeste o município de Valentim Gentil.


Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Votuporanga, por Decreto-lei Estadual no 11054, de 24 de abril de 1940, no Município de Monteiro. O Distrito de Paz de Monteiro (Ex-Vila Monteiro) foi dividido em duas zonas, sendo a 1ª denominada Monteira e a 2ª zona Votuporanga. Na divisão territorial para 1939-1943, entretanto, a zona de Votuporanga não figura.

Pelo Decreto-lei Estadual nº 14334, de 30 de novembro de 1944, foram criados o Distrito e o Município de Votuporanga este último com sede na Vila de Votuporanga, foi criada a comarca de Votuporanga com sede na cidade do mesmo nome, ficando composta dos Municípios: Votuporanga e Fernandópolis. Em 1945-1948, quadro fixado, pelo já citado Decreto-lei nº 14334, os Municípios Votuporanga e Fernandópolis, desmembram-se do Município de Tanabi. Aparece nos quadros territoriais fixados pelas Leis nºs 233, de 24-XII-1948 e 2456, de 30-XII1953 para vigorar, respectivamente, nos períodos 1949-9153 e 1954-1958, composto dos distritos: Votuporanga, Simonsen e Parisi. Em 1º de Janeiro de 1993, Parisi foi emancipado através da lei estadual nº 7664 de 30/01/1991, configurando assim um novo quadro territorial, com os distritos de Votuporanga e Simonsen.


Brasão

O primeiro brasão de Votuporanga foi idealizado por Sebastião Almeida de Oliveira, através da Lei Municipal nº 274, de 07 de agosto de 1957 com ilustração de Itajahi Feitosa Martins. Os jornais “O Mosaico” e “Oeste Paulista” publicaram no dia seguinte na primeira página, à xilografia em sete cores como presente aos vigésimo aniversário da cidade. Vigorou até a publicação da Lei Municipal nº 1744 em 24 de julho de 1979. No governo do prefeito João Antonio Nucci houve um novo brasão, que foi idealizado por Dr. Lauro Ribeiro Escobar, integrante do Conselho Estadual de Honrarias e Méritos.

Hino

O Hino oficial de Votuporanga foi composto de letra e música pelo sub-tenente da Policia Militar, Manoel Ribeiro de Lima Irmão, sendo instituído através da Lei Municipal nº 1405, em 12 de fevereiro de 1974, na gestão do prefeito Luiz Garcia De Haro.

HINO MUNICIPAL DE VOTUPORANGA

VOTUPORANGA, RECANTO FLORIDO

COM VERDES CAMPOS E JARDINS NATURAIS

TUA CIDADE MODERNA E RISONHA

TU ÉS PROGRESSO, SEMPRE A BRILHAR

NÓS TE EXALTAMOS, VOTUPORANGA

PORQUE ÉS BRAÇO FORTE DE SÃO PAULO E DO BRASIL

EXEMPLO DE TRABALHO PARA A NAÇÃO

CONQUISTASTES UM LUGAR EM NOSSOS CORAÇÕES


Arranjo e Regência: Maestro Antonio Carlos Neves Campos

Gravação e Mixagem: Clayton Antonelli

Produção Executiva: Antonio Carlos Neves Campos

Bandeira

A primeira Bandeira oficial do município foi idealizada pelo então prefeito João Gonçalves Leite, sua formatação durou de 08 de agosto de 1937 a 30 de novembro de 1944 e vigorou até o dia 23 de junho de 1979. No dia seguinte surgiu à nova e definitiva bandeira de Votuporanga, através da Lei Municipal nº 1744. Foi idealizada por Inês Maria Pinto e a escolha feita por meio de concurso público determinado pelo Decreto nº 1833, no mês de maio de 1978.

Tamanho do Texto
A-
A+