Digite mais de 2 letras para pesquisar.
Saev Ambiental
Tamanho do Texto
A-
A+

Votuporanga ganhou 5,1 mil novas árvores em 2017

Plantios são realizados pela autarquia para recuperação de áreas de proteção e como medida de incentivar o plantio nos passeios públicos

Votuporanga tem recebido um importante reforço na busca por um futuro mais verde. Os projetos de arborização urbana desenvolvidos pela Saev Ambiental em parceria com o Poder Executivo já viabilizaram o plantio de 5.130 mil mudas de árvores em calçadas e áreas de proteção. 

O trabalho ganhou, inclusive, o reforço do Disque Árvore criado neste ano para oferecer mudas gratuitamente para o plantio em calçadas. Em 2016, no primeiro quadrimestre, a cidade ganhou em torno de 3,1 mil árvores. 


Entre os plantios feitos em diversos locais da cidade neste ano estão 4.409 árvores na recuperação das Áreas de Preservação Permanentes (APP), 461 através do Disque Árvore e 260 para compensar espécies retiradas por diferentes motivos, como implantação de loteamentos ou surgimento de doenças que comprometem o desenvolvimento arbóreo. Todos esses números podem ser acompanhados pelo Placar da Árvore, no site da Superintendência (saev.com.br), atualizado toda semana.


Das mudas em APPs, 2.956 foram plantadas no Jardim Boa Vista II, 1.102 no Boa Vista I, 337 no 5º Distrito Industrial e 14 no 6º Distrito Industrial. Já sobre as 260 árvores retiradas a pedido dos moradores, fica sob responsabilidade de cada um fazer a compensação com novos plantios determinados pela Autarquia.


Para a arborização urbana, o Disque Árvore disponibiliza sete opções de mudas para o plantio em calçadas que são: Ipê Amarelo do Cerrado, Magnólia, Lofantera, Magnólia-amarela, Melaleuca, Pata-de-vaca e Aroeira-pimenteira, a escolha vai depender do local em que será plantada, para não prejudicar calçadas, equipamentos públicos e na fiação da rede de energia elétrica. O trabalho pretende incentivar moradores a plantarem árvores em suas calçadas e quintais.


Já nas APPs são utilizadas espécies arbóreas nativas visando recuperação e melhoria das funções ecológicas da área, como qualidade da água dos corpos hídricos, prevenção a processos erosivos das margens de rios, proporcionar corredores ecológicos para deslocamento da fauna e áreas de reprodução. “Esse é o resultado de um grande esforço. Queremos aumentar ainda mais esse número nos próximos meses. É uma iniciativa para uma cidade mais verde, limpa e com mais qualidade de vida”, informou o superintendente adjunto da Saev Ambiental, engenheiro Marcelo Marin Zeitune.


3ª Feira de Troca de Mudas

Para fechar a Semana de Meio Ambiente, a Saev Ambiental participou na manhã do último sábado (10/6), a 3ª Feira de Troca de Mudas. Realizada em parceria com organização do Grupo Louco por Verde, Prefeitura de Votuporanga e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFSP), a feira aconteceu na Concha Acústica. A Autarquia esteve no local com um estande, onde disponibilizou 200 mudas de espécies para plantio urbano e rural, para a troca entre os participantes. Na ocasião, a Superintendência recebeu em troca 150 árvores de diversas espécies.


Disque Árvore

Ao solicitar o plantio, é gerada uma ordem de serviço. Logo após, é feita uma análise por equipe especializada sobre a fiação elétrica existente no local. O morador escolhe entre opções de mudas oferecidas e é feito o agendamento do trabalho. Uma equipe da Saev Ambiental leva a muda até a residência, faz a abertura do quadro na calçada e planta a árvore. Depois, os cuidados são com os moradores. Interessados podem pedir árvores pelo 0800 770 1950 ou (17) 3405-9191.


Supressão de Ipê

Em virtude das diversas manifestações individuais observadas nos últimos dias sobre a retirada de um ipê em área urbana particular nas proximidades dos bairros Jardim Alvorada e Vale do Sol, a Prefeitura de Votuporanga esclarece que as obras seguem a um projeto de loteamento onde estão estabelecidas as aberturas de ruas. Dessa forma, o ipê em questão estava no espaço onde será  aberta uma das vias, sendo então constatada a inevitabilidade da supressão. 


Importante ressaltar que dentro do projeto deste loteamento estão previstas 100 novas árvores. Para o início das obras de infraestrutura foi apontada a necessidade da supressão de 13 árvores, porém, em análise mais detalhada do projeto, houve entendimento técnico, orientado pela Saev Ambiental, de que somente seis delas (e não 13) estariam realmente confrontando com as obras de divisão dos lotes, sendo outras quatro árvores oiti e uma da espécie sabão de macaco que precisarão ser retiradas. Com esse entendimento, foram mantidos intactados e preservados dois outros Ipês e oitis.

Tamanho do Texto
A-
A+
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Twitter
Facebook