Digite mais de 2 letras para pesquisar.
Fundo Social de Solidariedade
Tamanho do Texto
A-
A+

Fundo Social divulga Feirinha de Adoção Permanente pelo site da Prefeitura

No site é possível encontrar fotos e dados dos animais que estão à espera de adoção responsável no CPVA

Todos os dias, diversos animais são abandonados nas ruas, e buscando encontrar um lar para eles, o Centro de Proteção da Vida Animal (CPVA), do Fundo Social de Solidariedade, lançou a “Feirinha de Adoção Permanente” no site da Prefeitura de Votuporanga. No site, é possível encontrar fotos e dados dos animais que estão no CPVA à espera de adoção responsável.

A medida atende a Lei Complementar Municipal nº 345/2017 do Governo atual e ao Programa de Proteção da Vida Animal criado nesta Gestão. Atualmente, eles estão no Recanto dos Focinhos, um abrigo de passagem, onde os animais são acompanhados por Médico Veterinário e passam por reabilitação para posterior adoção.

O local tem capacidade para abrigar 250 animais, sendo 200 cães, considerando o peso médio equivalente de 10 a 20 quilos, e 50 gatos adultos, podendo ocorrer eventuais ampliações mediante necessidades. 

O Centro de Proteção a Vida Animal está localizado junto à Prefeitura, na Rua Pará nº 3227, Patrimônio Velho. Uma extensão do órgão também funciona junto ao Recanto dos Focinhos, na Estrada Municipal “Sérgio Nogueira”, no 6º Distrito Empresarial. A sede foi inaugurada no final de 2019 pelo Prefeito João Dado. O telefone do CPVA para denúncias ou informações é (17) 3405-9700 - Ramal 9828.

Acesse a “Feirinha de Adoção Permanente”: http://www.votuporanga.sp.gov.br/n/noticia/?x=fundosocialdesolidariedade&n=2020227114958-feirinha-de-adocao


Abandono e maus-tratos a animais é crime

Vale ressaltar que abandonar e maltratar animais é crime, e para que as devidas providências sejam tomadas é fundamental que o responsável seja denunciado por quem presencia o abandono ou a agressão. 

Diversas leis e decretos tipificam atitudes de abandono e agressão como crime, dentre elas, a Lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais), que prevê os maus-tratos como crime; o decreto 24.645/34 (Decreto de Getúlio Vargas), que determina quais atitudes podem ser consideradas como maus-tratos; e a Lei Complementar Nº. 345/17, elaborada no início da Gestão do Prefeito João Dado, que dispõe sobre maus-tratos e a garantia do bem-estar animal.  

Além do CPVA, as denúncias também podem ser feitas junto à Polícia Ambiental, pelo (17) 3421-9008, Polícia Militar, através do 190, ou na delegacia mais próxima. No momento da denúncia, é necessário relatar o maior número de informações sobre o infrator, como endereço residencial ou comercial, características físicas da pessoa e características do animal.


Atos que também são considerados criminosos

Além do abandono, outras situações também se caracterizam como crimes pela lei. Um exemplo é o atropelamento sem prestar socorro por parte do condutor do veículo. O envenenamento, espancamento, agressões, prender o animal com correntes durante um longo período de tempo, negar água e comida ao animal também se enquadram como crimes perante a lei. 

No Município, tem havido um número considerável de abandonos e, na maioria dos casos, os animais são filhotes ou idosos. “Pedimos encarecidamente que a população denuncie, lembrando e reforçando que a identidade de todo denunciante é mantida em absoluto sigilo”, destaca a Presidente do Fundo Social de Solidariedade, Mônica Pesciotto de Carvalho.

Tamanho do Texto
A-
A+

Receba semanalmente as notícias desta seção.

Preencha corretamente suas informações! Os campos acima precisa de sua atenção.
Ops! O sistema não pôde atualizar o seu cadastro, por favor, tente novamente mais tarde.
Lamentamos não ter mais você com a gente! Se precisar pode voltar sempre.
Cadastro atualizado! Em breve você estará recebendo as newsletters selecionados.
OK
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Twitter
Facebook