Digite mais de 2 letras para pesquisar.
Cidadão
Tamanho do Texto
A-
A+

Plantão da biometria: Cartório Eleitoral de Votuporanga abre no sábado, dia 19

Os cartórios eleitorais das cidades que já concluíram a biometria não vão abrir

Neste sábado (19/10), os cartórios da Justiça Eleitoral no Estado de São Paulo funcionarão em regime de plantão, com atendimento das 8h às 13h. O eleitor pode fazer agendamento na internet, para maior conforto, ou comparecer sem agendamento, sendo então atendido por ordem de chegada.

A ação tem o objetivo de facilitar o comparecimento dos cidadãos que não têm disponibilidade no horário normal do expediente dos cartórios eleitorais e, assim, incrementar o número de pessoas com dados biométricos coletados.

O cidadão que não comparecer até o final do prazo estabelecido terá o título eleitoral cancelado. As datas de término variam entre agosto e dezembro deste ano.

A biometria consiste na coleta de impressões digitais, foto e assinatura. Trata-se de um procedimento simples e rápido, durando em torno de 15 minutos. Os eleitores serão atendidos das 8h às 13h.


Ações itinerantes em Votuporanga

A partir de terça-feira (22/10), além do atendimento normal no Cartório Eleitoral, será realizada pela Justiça Eleitoral uma ação itinerante na Prefeitura Municipal de Votuporanga. Os eleitores que forem ao Paço Municipal para resolver assuntos com a Prefeitura podem aproveitar e já fazer o recadastramento biométrico. O atendimento na Prefeitura será das 9h30 às 15h.

Segue também o atendimento itinerante no PAS-III, no bairro Pozzobom. O atendimento na Unidade de Saúde acontece das 12h30 às 17h.

 

Biometria obrigatória 

Em Votuporanga, do total de aproximadamente 70 mil eleitores, 25 mil ainda não foram recadastrados. Em Álvares Florence, 3.000 eleitores já fizeram a biometria, de um total de 4.000. Em Parisi, de 2.500 eleitores, 1.900 estão recadastrados, e Valentim Gentil está com 7.800 de seus 10.100 eleitores recadastrados. 

O Estado de São Paulo tem o maior colégio eleitoral do país, com 33,3 milhões de eleitores. Mais de cinco milhões de atendimentos com recadastramento biométrico já foram realizados em 2019. A meta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é a identificação de todo o eleitorado brasileiro já a partir das Eleições Gerais de 2022.


Documentos necessários 

No momento do atendimento, o eleitor deve levar documento oficial de identificação e comprovante de residência. Se tiver o título, deve apresentá-lo também. O documento oficial de identificação precisa ser original, com foto, como RG, carteira de trabalho e carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal. O comprovante de residência (contas de água, luz, telefone, celular, bancárias) deve conter o nome do eleitor e o endereço e ser recente– até três meses de emissão). 


Biometria 

A biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. Acoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada pessoa por meio das impressões digitais, armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral e transferidas para as urnas eletrônicas. 


Implantação no Estado 

O cadastramento biométrico iniciou-se em São Paulo no ano de 2010, no município de Nuporanga. Em 2015, foi estendido para todo o Estado, sem obrigatoriedade de comparecimento. No pleito de 2018, 100 cidades paulistas tiveram a identificação totalmente biométrica dos eleitores no momento do voto.

Tamanho do Texto
A-
A+

Receba semanalmente as notícias desta seção.

Preencha corretamente suas informações! Os campos acima precisa de sua atenção.
Ops! O sistema não pôde atualizar o seu cadastro, por favor, tente novamente mais tarde.
Lamentamos não ter mais você com a gente! Se precisar pode voltar sempre.
Cadastro atualizado! Em breve você estará recebendo as newsletters selecionados.
OK
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Twitter
Facebook